Marcas da casa disponibilizam conteúdos da revista em áudio

Editora firma parceria com o aplicativo UBook possibilitando conexão com as marcas Abril em qualquer lugar e a qualquer momento
  12/04/2016
Ubook abril

Não é por falta de tempo para folhear as revistas ou navegar pelos sites que os leitores de BOA FORMA, EXAME, MUNDO ESTRANHO, SUPERINTERESSANTE e VEJA vão ficar sem saber do conteúdo de suas publicações favoritas. No trânsito, no metrô, na academia ou em qualquer lugar é possível ouvir as matérias desses títulos por meio do aplicativo Ubook, com quem a empresa firmou uma parceria, no final do ano passado, que foi muito bem aceita pelo público: pouco depois do lançamento dessa novidade, o conteúdo dessas marcas já figurava no ranking entre os 10 mais ouvidos da plataforma, e os acessos a eles já representavam 12% de todo o vasto conteúdo oferecido pelo aplicativo, que não inclui só revistas, mas também livros e cursos. “Nosso intuito é cada vez mais buscar formas alternativas de distribuir os conteúdos da Abril nos meios digitais, buscando novos assinantes, em novas plataformas e em novos modelos de negócios”, afirma Rodrigo Chinaglia, diretor e-business de Assinaturas. A iniciativa oferece ao leitor mais um meio de entrar em contato com os conteúdos da Abril, fazendo com que, em qualquer lugar e a qualquer momento, ele se conecte com o universo das marcas.

                                                        

As gravações são feitas pela equipe do Ubook, com supervisão do time de Mobile de Assinaturas e em conjunto com as marcas envolvidas. A proposta é que os áudios estejam disponíveis para os usuários na mesma semana em que a revista chega às bancas. E não é só o conteúdo dos textos que é acessível: Matérias que tenham infográficos, por exemplo, são adaptadas, sem que o conteúdo final seja prejudicado. Para experimentar o serviço, o Ubook oferece os primeiros 7 dias grátis para os usuários - confira aqui todos os detalhes sobre o funcionamento do app.

 

No caso de VEJA e EXAME, há, ainda, a opção de acompanhar os áudios das matérias disponibilizados pelas redações dentro da edição digital das revistas. Alexandre Salvador, editor de VEJA, conta que essa iniciativa foi uma das novidades introduzidas na versão da revista que é totalmente adaptada para iPhone e que, por um pedido dos próprios leitores, em março deste ano também foi estendida aos tablets. Segundo ele, são colocadas pelo menos três reportagens em áudio por semana, produzidas em parceria com o Estúdio Aiupa. “Queremos aumentar o número de reportagens lidas por edição e chegar ao objetivo final de fazer a locução da revista inteira. Estamos dando ao nosso leitor a opção de consumir nosso conteúdo de forma conveniente e mais agradável em situações nas quais a leitura não é possível”, afirma Alexandre. Em EXAME, a produção também é intensa: a reportagem principal de capa sempre é gravada, bem como cerca de cinco ou seis outras matérias. A produção é feita totalmente pela equipe da marca, no estúdio da redação, que também apoia a produção de spots para rádios – e gera, assim, maior alcance para o conteúdo, bem como coloca a marca cada vez mais em evidência.

Mais Notícias