Indicadores de sucesso

No programa EXAME Mentoria PME, empreendedores aprimoram a gestão de seus negócios com grandes empresários
  21/05/2019
T7a7576

A consultoria de tecnologia Escotta Consulting, especializada em automatização de processos e inteligência artificial, já tinha grandes empresas como clientes e uma equipe bastante profissionalizada quando seus sócios optaram por escalar o negócio com qualidade e equilíbrio. Além de evoluir como executivos, precisavam entender, no entanto, como calibrar seus indicadores para se fortalecerem no mercado. Foi quando decidiram apostar no programa Mentoria PME, criado pela revista EXAME, que reúne CEOs e gestores para auxiliar empreendedores nos desafios mais comuns de pequenas e médias empresas. Além de encontros individuais com os executivos, os participantes assistem a palestras e aulas de professores da Fundação Dom Cabral.

“Como trabalhamos com grandes clientes, temos bastante noção de alguns indicadores importantes de desempenho, mas não tínhamos a ideia exata do que o mercado entendia como saudável”, conta Thiago Garcêz, fundador da empresa. Para isso, a ajuda do mentor Mauricio Cataneo, vice-presidente e CFO da empresa de tecnologia Unisys para a América Latina, foi essencial. “Ele tirou todas as dúvidas que nós tínhamos em relação ao mundo financeiro e nos deu muitas ideias. Validamos a implementação de todas elas. Desde que terminamos a mentoria, no fim do ano passado, já colocamos quase tudo em ação”.

A ideia, além de acompanhar as metas antigas, é criar novas. Depois da mentoria, Garcêz entendeu a importância de olhar para seus resultados, mas também para seus custos gerais, administrativos e comerciais – o indicador SG&A (Selling, General and Administrative Expenses, em inglês). Um erro comum nas empresas é focar apenas na redução de custos operacionais, sem olhar para essas áreas. Para Cataneo, essa discussão foi, de fato, a principal realização da empresa durante a mentoria. “Eles já tinham consolidado a cultura de indicadores, mas, ao mergulharmos nas conversas sobre os negócios, pudemos identificar conjuntamente quais são relevantes para uma gestão focada e eficiente. Com isso, a Escotta e seus gestores estarão melhor preparados para gerir um negócio que vem crescendo à taxa de 50% ao ano”, afirma o executivo.

O objetivo, claro, é continuar crescendo, seguindo as melhores práticas de mercado. Quando chegaram à mentoria, Garcêz e seus sócios tinham clareza das demandas, temas e dúvidas que pretendiam endereçar durante o programa. “Foram cinco encontros com nosso mentor, mas criamos um relacionamento muito próximo que queremos estreitar ainda mais. Ele conhece a área de tecnologia há muitos anos e, com seus insights e feedbacks, conseguimos mudar muitas coisas na empresa”, afirma. A confiança mútua entre mentor e mentorado foi essencial para o sucesso da empreitada. “Mentoria é como um ‘jogo da verdade’: todas as cartas precisam estar na mesa. Somente a partir daí é possível desenvolver um programa vencedor, construído de forma sólida e consistente”, explica Cataneo.

Para pequenos e médios empresários interessados em melhorar os seus negócios com a ajuda de CEOs renomados, a edição de 2019 do EXAME Mentoria PME está com as inscrições abertas para início em 20 de maio. Mais informações em mentoria.exame.com.br.

Marcas envolvidas

Mais Notícias